Parceria Caixa-Núcleo

Núcleo lança Fichas de Boas Práticas

O Núcleo de Referência Parede de Concreto preparou três novos ativos sobre o sistema construtivo parede de concreto, a fim de atender a demanda da Caixa Econômica Federal e das construtoras da região de Campinas (SP) que adotam a tecnologia em seus empreendimentos.

 

O material técnico corresponde a Fichas de Boas Práticas, elaboradas para orientar técnicos e empresas visando evitar a ocorrência de patologias e riscos de não conformidade técnica.

 

A elaboração do conteúdo foi proposta em abril de 2017, durante reunião entre empresas integrantes do Núcleo de Referência Parede de Concreto e a Superintendência Técnica da Caixa em Campinas (leia notícia completa em: http://nucleoparededeconcreto.com.br/noticias/nucleo-e-caixa-farao-encontros-tecnicos-sobre-parede-de-concreto-no-interior-de-sp ).

 

O sistema parede de concreto é adotado em mais de 700 mil unidades habitacionais em todo o Brasil e a Caixa é a principal parceira das construtoras no financiamento das moradias. Os ativos elaborados tratam de:

 

Ficha 1 – FISSURAS

A fissura é uma abertura superficial observada nas paredes e lajes de concreto após a retirada das formas. O professor Paulo Helene, da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo e da empresa PHD, explica que a fissura é um sintoma, não uma manifestação patológica.

 

Ficha 2 – UMIDADE PÉ DE PAREDE

Verifica-se em algumas regiões, externa e internamente nas unidades térreas de alguns empreendimentos, pontos de umidade nas paredes concretadas. Se a pintura na base começa a ficar com uma coloração diferente, pode haver algum problema de umidade nessa área. Depois, não necessariamente nessa ordem, vêm o bolor, o escurecimento do revestimento, bolhas e descascamento da tinta e o aspecto úmido, ao ponto de, quando tocada, ser possível sentir a área molhada.

 

Ficha 3 – ESTANQUEIDADE NOS CAIXILHOS DE ALUMÍNIO

A interface dos caixilhos de alumínio com o sistema principal parede de concreto é muito importante. Por isso, o processo de fabricação e a fixação dos caixilhos são fundamentais para garantir a estanqueidade.

 

Para obter a orientação completa, acesse os três ativos em:

http://nucleoparededeconcreto.com.br/boas_praticas