Seminário Parede de Concreto em Salvador

Núcleo, ABCP e Sinduscon-BA juntos para debater mercado e desempenho dessa tecnologia

 

O Núcleo Parede de Concreto, a Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) e o Sinduscon-BA realizaram dia 02/08/2019 o seminário “Paredes de Concreto: Melhores Práticas, Pesquisas e Critérios de Desempenho”, ação promovida no âmbito da Comunidade da Construção de Salvador e do Grupo Inovação, do próprio Sinduscon baiano. O objetivo do evento foi debater temas atuais relativos ao sistema construtivo parede de concreto, apresentando melhores práticas, resultados de pesquisas e práticas construtivas, além de discutir critérios de desempenho baseados em situações reais.

O auditório do Sinducon-BA, com capacidade para 130 pessoas, recebeu 150 profissionais, segundo a representante da ABCP na Bahia e Sergipe, Ana Gabriela Saraiva de Aquino. Segundo ela, “o evento foi muito positivo por reunir profissionais reconhecidamente especializados no sistema e também atuantes no mercado, além de esclarecer aspectos importantes para o atendimento à Norma de Desempenho”.

 

O engenheiro Ary Fonseca Jr., diretor da Signo Engenharia e coordenador do Núcleo Parede de Concreto, apresentou a palestra “Parede de Concreto: Ótima alternativa para seu negócio”. Ary lembrou da trajetória do sistema desde 2008, marcada por períodos de conhecimento, prática e expansão a partir de 2012, com a publicação da ABNT NBR 16055 – Parede de concreto moldada no local para a construção de edificações – Requisitos e Procedimentos. Desde então, destacou ele, esta opção construtiva tem sido utilizada em várias tipologias: casas térreas e geminadas, prédios de até 22 pavimentos e segmentos de mercado diversos, como MCMV (faixas 1, 1,5, 2 e 3) e empreendimentos de incorporação tradicionais. “Foram mais de 3 milhões e seiscentas mil unidades executadas em todas as regiões do país”, disse. O engenheiro reforçou que esse desempenho é reflexo de um sistema industrializado de construção, que não admite improvisações, e mostrou pontos de atenção para garantir o seu desempenho.

 

Para corroborar o argumento do coordenador do Núcleo, o encontro teve a participação do engenheiro Daniel Rolemberg Côrtes, diretor de Obras da Impacto Construções, que apresentou a palestra “Parede de Concreto – Villa das Flores: nossa história e resultados”, case de implantação da primeira obra em parede de concreto de sua construtora.

 

O encontro contou ainda com uma palestra do engenheiro Rubens Monge, gerente de Edificações e coordenador do Grupo de Parede de Concreto da ABCP, sobre o “Cenário Atual de Paredes de Concreto no Brasil”, e outra da engenheira Maria Angélica Covelo Silva, diretora da NGI Consultoria e Desenvolvimento, que falou sobre “Desempenho e Atendimento aos Requisitos e Critérios da ABNT NBR 15575 no Sistema de Paredes de Concreto”.

 

Por fim, o prof. dr. Daniel Véras Ribeiro, professor e vice-coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (PPEC) da UFBa, tratou da “Avaliação e Identificação de Causas de Patologias Associadas ao Destacamento de Cerâmicas em Obras do Estado da Bahia”, estudo sobre desplacamento cerâmico que isenta o sistema parede de concreto desse tipo de patologia no caso estudado.